Lissauer Vieira é eleito presidente do Colegiado de Presidentes das Assembleias Legislativas

O chefe do Legislativo Goiano, deputado Lissauer Vieira (PSB), irá presidir, a partir de janeiro de 2020, a nova gestão do Colegiado de Presidentes das Assembleias Legislativas. Ele foi eleito para comandar a agremiação, por aclamação, no final da tarde desta sexta-feira, 22. O pleito ocorreu durante a programação oficial da 23ª edição da Conferência organizada pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), que aconteceu na cidade de Salvador (BA).

Lissauer agradeceu a confiança depositada pelos demais estados brasileiros no Parlamento goiano e prometeu honrar com as responsabilidades do cargo, durante o exercício do ano seguinte. “Sei que muitos serão os desafios, mas confirmo o meu compromisso em dar sequência às pautas aqui discutidas, colocando-me desde já à disposição para encontrar as devidas soluções aos problemas convergentes em nossas casas legislativas e que nos afligem enquanto presidentes, em nosso caminhar cotidiano”, externou.

A gestão de 2020 do colegiado tem sua primeira reunião prevista para o final de janeiro, em Belo Horizonte (MG). O presidente do Legislativo mineiro, Agostinho Patrus (PV), foi eleito para o cargo de secretário geral. Além dele, Lissauer contará ainda com os trabalhos do chefe do Parlamento capixaba, Erick Musso (PRB), que assumirá a vice-presidência da agremiação.

A nova diretoria arrebanhou os votos das 18 casas legislativas representadas na Assembleia Geral desta tarde. Além dos estados citados, participaram igualmente da votação os representantes dos Legislativos de Sergipe, São Paulo, Rio de Janeiro, Acre, Bahia, Amapá, Tocantins, Santa Catarina, Rondônia, Distrito Federal, Roraima, Paraíba, Pernambuco e Mato Grosso.

Representação na Unale

Também foi eleita e empossada, nesta tarde, a nova diretoria da Unale. A deputada baiana, Ivana Bastos (PSD) irá conduzir os trabalhos da entidade a partir de janeiro do próximo ano. O deputado goiano, Vinícius Cirqueira (Pros) assume a secretaria geral, na vaga por ela aberta.

Cirqueira, que está em seu primeiro mandato enquanto parlamentar, falou da satisfação em poder secretariar a presidente recém-eleita e de sua gratidão a Lissauer, a quem atribui a conquista no cargo. “Espero poder fazer o melhor trabalho possível para união de todos os legisladores no País e, com isso, trazer mais reconhecimento para o nosso estado”, complementou.

Além de Vinícius, o presidente Lissauer esteve acompanhado de outros cinco parlamentares goianos durante a Conferência da Unale deste ano. Tratam-se dos deputados Coronel Adailton (Progressistas), Cairo Salim (Pros), Álvaro Guimarães (DEM), Talles Barreto (PSDB), Thiago Albernaz (Solidariedade) e Lêda Borges (PSDB), que juntos ajudaram igualmente a compor a delegação goiana durante o evento realizado na capital baiana.

Demais representações

A comitiva goiana contou ainda com a participação de um corpo de servidores composto por vários diretores da Casa. Durante o evento, eles compartilharam experiências inovadoras de gestão com os demais estados brasileiros presentes.
Alguns deles, inclusive, também já haviam se destacado nas eleições internas de suas próprias entidades. É o caso do diretor de Articulação Política, Joel de Sant’Anna Braga Filho e do diretor geral, Wesley Borges. Eles passam a ser, respectivamente, o novo diretor de Relações Institucionais e o novo conselheiro da Rede Legislativa de Governança e Gestão (ReGov). E há também Clayton de Barros, chefe da Polícia Legislativa, que foi reeleito presidente da União Nacional da categoria (Unipol).
Dentre os demais gestores presentes, estiveram: Marco Antônio Ferreira, diretor Administrativo; Teófilo dos Santos, diretor da Escola Legislativa; Luis Cezar Bueno, diretor Parlamentar; Jardel Coutinho, diretor do Cerimonial; André Ariza, diretor de Planejamento Estratégico; Alfredo Monteverde, chefe da Secretaria de Contratos, Convênios e Projetos Institucionais; o procurador Gabriel Caixeta, representando a Procuradoria; e Clayton de Barros, chefe da Polícia Legislativa.

Assembleia Cidadã

Finalista do prêmio Assembleia Cidadã, a Alego conquistou, com o projeto Selo Verde, o terceiro lugar na categoria Gestão, a que concorria. O vencedor foi o Legislativo do Rio Grande do Norte, com o projeto Legis RH.
Ao final desta edição, a Alego levará para casa várias ideias inovadoras e conhecimentos adquiridos a partir das inúmeras experiências trocadas. Ao longo dos três dias intensos de programação (20 a 22), parlamentares e servidores da Casa de Leis goiana compartilharam e discutiram casos de sucesso e desafios sobre aquele que foi tema central do evento: “Humanizando as Leis em um Novo Tempo”.

Um dos projetos de destaque apresentado, na ocasião, foi o Alego Ativa, que chegou igualmente a pleitear o prêmio citado, na categoria Atendimento ao Público. Mas também neste caso, o troféu alcançado vai muito além da premiação inicialmente almejada. Isso é o que nos revela, ao final, Teófilo dos Santos, diretor da Escola Legislativa da Alego.

Ele comenta que a iniciativa recebeu a aclamação dos colegas que estiveram reunidos no encontro da Associação Brasileira de Escolas do Legislativo (Abel), que integrou programação simultânea da Conferência da Unale. “O Alego Ativa foi tão elogiado que recebemos vários convites para apresentá-lo nos estados Brasil afora, tamanho foi o interesse dos participantes em conhecer melhor este projeto, que desponta hoje como sendo um dos mais importantes de nossa Casa de Leis”, relatou.

Teófilo informou que, ao longo de suas cinco edições, cada uma realizada numa cidade diferente do interior de Goiás, o projeto já chegou a atender mais de 20 mil pessoas.