Bola fora: carta de apoio à permanência na Secult queima filme de Edival Lourenço

A bem informada jornalista Suely Arantes, que edita a coluna Fio Direto no Diário da Manhã, apurou que a carta de apoio à permanência de Edival Lourenço na secretaria estadual Cultura (Secult) não pegou bem no Palácio das Esmeraldas.

Primeiro, porque o mundo político sabe desde sempre que o governador Ronaldo Caiado não é movido a pressão.

Segundo, porque ficou parecendo que o próprio Edival Lourenço a engendrou.