Demorou, mas presidente da Adial, enfim, critica Protege em 15% e insegurança jurídica do ProGoiás

Em entrevista exclusiva ao Diário de Goiás, o presidente da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), Otávio Lage Siqueira Filho, informou que os empresários devem realizar uma reunião no próximo dia 18 para discutir os pontos do programa ProGoiás, que vai substituir o atual modelo de incentivos fiscais, e já tramita na Assembleia.

Ele afirmou que ainda há a questão de insegurança jurídica (mesmo que o texto seja aprovado pelos parlamentares) causada principalmente pelas consequências da CPI dos Incentivos Fiscais e também críticas ao percentual do Protege que passou para 15% este ano.