Bolsonaro embrulha “presente” da quarentena dos repatriados da China em Anápolis com afagos à vaidade de Caiado

Depois de levar o governador Ronaldo Caiado de barriga por mais de um ano e não enviar absolutamente nada do governo federal para Goiás, o presidente Jair Bolsonaro mandou um presente de grego: a quarentena em Anápolis dos brasileiros repatriados de Wuhan, o epicentro da epidemia de coronavírus na China.

Bolsonaro embrulhou o “presente” com afagos à vaidade de Caiado, dizendo que o goiano pode ter voos políticos mais altos.

O pior de tudo isso é que o empavonado Caiado, iludido pela lábia bolsonarista, acreditou.