‘Óculos’ de leitura para deficientes visuais vão para biblioteca e 4 escolas de Aparecida

Numa ação inédita entre os municípios de Goiás, a Prefeitura de Aparecida entregou nesta os primeiros cinco aparelhos de leitura que serão usados por pessoas cegas ou com baixa visão na Biblioteca Pública do Centro e em quatro escolas da rede municipal de ensino. O aparato, que já pode ser usado, ‘lê’ as informações impressas em qualquer superfície e ‘fala’ para o usuário o que está escrito.

O professor José Roberto Francisco de Souza, que é cego e ensina leitura em braile para alunos da rede pública, testou o equipamento hoje na Cidade Administrativa, na cerimônia de entrega dos aparelhos. Ele aprovou a funcionalidade do aparato. Chamado de Orcam MyEye, o artefato conta com tecnologia israelense de inteligência artificial.

José Roberto mostrou como o aparelho escaneia e dita todas as informações discretamente no ouvido do usuário. O professor usou alguns recursos como o informe de horas, que é acionado pelo simples gesto de girar o pulso, como se fosse para ver as horas. O detalhe é que a pessoa não precisa estar usando de fato um relógio.

A avaliação foi dita diretamente ao prefeito Gustavo Mendanha, que entregou o equipamento à comunidade. “Para nós [deficientes visuais], esse aparelho será de grande valia. Essa tecnologia chegou para facilitar o acesso do deficiente à informação. Agora podemos ler livros literários e didáticos”, disse o professor José Roberto. Ele parabenizou a Prefeitura de Aparecida pela iniciativa.

O prefeito Gustavo Mendanha ressaltou que Aparecida foi a 1ª cidade do Estado a adquirir esses equipamentos de leitura. Ele adiantou que a rede de ensino municipal será contemplada com mais ferramentas que melhoram o acesso à educação. “Esse será o ano da educação. Nós estamos fazendo um governo inclusivo, dando oportunidade a aqueles que não têm a visão de ter acesso à leitura e, consequentemente, um maior aprendizado, ampliando sua visão de mundo”, disse Gustavo.