Luziânia: prefeito Cristóvão Tormin é afastado por 120 dias pela Justiça

O prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin, foi afastado de suas funções por 120 dias pela Justiça. A decisão é da desembargadora Carmecy Rosa Maria Alves de Oliveira. A vice-prefeita do município, professora Edna Aparecida Alves, deve assumir o cargo durante a suspensão do mandato do prefeito.

O processo contra Cristóvão corre em segredo de Justiça e não foi informado o motivo do afastamento. O prefeito é alvo de investigação do Ministério Público de Goiás (MP-GO) por supostos crimes de assédio sexual e moral.