Estado prevê R$ 23 bi de renúncia de ICMS até final do governo Caiado

A renúncia tributária de Goiás com incentivos e benefícios fiscais para as emporesas deve representar 93,5% de todo o volume previsto para o que o Estado deixe de arrecadar de ICMS nos próximos três anos, aponta reportagem do jornal O Popular.

Dos R$ 24,6 bilhões de que o Estado deve abrir mão até 2022, R$ 23 bilhões dizem respeito a esse tipo de imposto, sendo R$ 9,5 bilhões de créditos outorgados, R$ 7,3 bilhões com Fomentar e Produzir, R$ 3,7 bilhões de redução de base de cálculo, R$ 1,3 bilhão com isenções e R$ 1 bilhão com anistias.

Os dados constam no Orçamento estadual aprovado para este ano.