Prefeitura manda fechar hotéis e pousadas e suspende visitas a cachoeiras em Pirenópolis

Decreto publicado pela refeitura de Pirenópolis nesta quarta-feira (18) determina o fechamento de pousadas, hotéis, casas de temporada e camping na cidade pelo período de 15 dias. Também estão suspensas atividades de atividades de atrativos naturais, como visitas em cachoeiras e rios. Não pode haver também recepção de excursões e demais transportes coletivos de turismo.

Também foi decretada situação de emergência em saúde pública. Academias, restaurantes, bares, lanchonetes, boates, casas de espetáculos, clínicas de estética e demais comércios não essenciais também terão que fechar as portas. As atividades religiosas também estão suspensas. Procedimentos odontológicos só podem ser realizados em casos de urgência ou emergência.

Os únicos estabelecimentos que podem continuar funcionando são unidades médicas, hospitalares, laboratórios de análises clínicas, farmacêuticos, psicológicos, clínicas de fisioterapia e vacinação, distribuidoras e revendedoras de gás, postos de combustíveis e supermercados, além de serviços de entrega.