Na época de Getúlio, seguranças do Palácio do Catete tentaram matar Carlos Lacerda

Mais um caso de seguranças palacianos que extrapolaram foi regitrado no Palácio do Catete, quando o chefe da segurança do então presidente da República, Getúlio Vargas, comandou o famoso atentado da Rua Tonelero, no Rio de Janeiro.

O atentado ocorreu no dia 5 de agosto de 1954, na rua Tonelero, no bairro de Copacabana, Rio de Janeiro. A vítima em questão foi o jornalista, político e, à época, maior opositorde Vargas CarlosLacerda.

Lacerda, que foi uma das mais importantes e influentes personalidades brasileiras do século XX, estava voltando para casa quando foi surpreendido, na altura do número 180 da rua Tonelero, por várias balas vindo na direção de seu carro.

Faziam a sua segurança dois oficiais da aeronáutica. Um deles, Rubens Vaz, foi ferido mortalmente. Lacerda foi atingido no pé.