Por que em vez de cortar salário do servidor, Caiado não tesoura os incentivos fiscais dos empresários bilionários?

Os incentivos fiscais concedidos pelo governo de Goiás a um grupo de empresas bilionárias somam mais de R$ 4 bilhões por ano, sem praticamentye nenhuma contrapartida.

Com essa dinheirama no caixa, a gestão estadual não precisaria de mais nada para colocar as contas de Goiás em dia.

Mas cadê o peito do governador Ronaldo Caiado (DEM) para sair do campo das bravatas e fazer o que já deveria ter sido feito há muito tempo: passar a tesoura na mamata da turma da Adial, à frente Otavinho Lage, José Alves, Céar Helou, Alberto Caramuru, Zé Garrote e outros menos cotados.

O bravateiro Caiado, porém, prefere cortar o salários dos servidores públicos, transformados em bodes expiatórios do seu governo.