Deputado critica contratação de OS sem licitação para hospital de campanha

O deputado Cláudio Meirelles (PTC) afirmou nesta terça-feira (28)  que a forma da escolha da Organização Social (OS) que vai gerir hospitais de campanha em Goiás foi errada, já que não houve licitação.
Segundo o deputado, a OS seleciinada é enrolada e já foi acionada a devolver R$ 400 mil pelo Ministério Público.
“Se o chamamento é de seis meses, são quase R$ 50 milhões para uma única OS. É muito dinheiro gasto sem licitação”, assinalou.
Meirelles pede que não se use o caos da pandemia da covid-19 para suspender mais e mais licitações. “É agora que devemos ter mais atenção do que nunca”, sublinhou.