Bolsonaro reforça ataques a governadores: “Minha PF vai para cima”

O presidente Jair Bolsonaro conversou com apoiadores e jornalistas ao voltar de uma caminhada no entorno do Palácio do Alvorada no fim da tarde desta quarta-feira (29). Ele atacou mais um vez os governadores que adotaram medidas de isolamento, como já havia feito nesta manhã, quando os culpou pelo número de mortos por Covid-19.

Bolsonaro citou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), dizendo que a responsabilidade pelas mortes no estado é do tucano, e falou que o governador da Bahia, Rui Costa (PT), está de “palhaçada”. “Quem definiu toda a política restritiva foram os governadores e prefeitos, o Supremo que decidiu, não adianta o Rui Costa ficar de palhaçada aí, ‘ô, Rui Costa, tá de palhaçada’, e me acusar, não adianta. O Doria tem que responder por São Paulo, é o estado que mais gente perdeu a vida, é ele que tem que responder. Nós demos recursos para quem foi possível”.

Bolsonaro ainda falou sobre a Polícia Federal, se referindo à instituição como “minha PF”. “A minha PF é para cima de quem estiver fazendo besteira com essa grana, a PF vai funcionar. A PF não persegue ninguém, só persegue bandido”. A “grana” citada por Bolsonaro diz respeito aos recursos financeiros disponibilizados aos estados pela União para o combate aos efeitos da pandemia de coronavírus.

(Com informações do site Brasil427)