Enquanto Caiado afrouxa em Goiás, 17 estados e DF endurecem quarentena para segurar avanço da covid-19

Mesmo com os casos de covid-19 se multipicando em Goiás, o governador Ronaldo Caiado (DEM) prossegue com a política irresponsável de flexibilizar as medidas de restrição e isolamento social, inclusive liberando cultos evangélicos a pedido de pastores.

Enquanto Caiado abre, 17 estados e o distrito federal anunciam a prorrogação da quarentena e endurecimento das restrições para conter o avanço da covid-19.

Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Csará, Espírito Santo, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e DF estenderam as restrções de acesso a escolas, comércio e outros locais públicos.

Além dos 16 estados acima, a Região Metropilitana de São Luiz, no Maranhão, foi o primeiro local do Brasil  a adotar o lockdown (bloqueio total).

Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rio Grande do Sul, Roraima e Tocantins ainda não divulgaram se vão prorrogar ou não o prazo da quarentena.