TFR4 nega recurso e mantém pena de Lula em 17 anos no caso do sítio de Atibaia

Os desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o Tribunal da Lava Jato, negaram os recursos apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Eles  mantiveram a sentença proferida pela corte em novembro do ano passado, de 17 anos e um mês de prisão, em regime fechado.

É a pena mais pesada imposta pela Lava Jato ao petista.