Depois de afrouxar quarentena e causar aumento de casos de covid-19, Caiado sinaliza que pode endurerer medidas

Após se exceder na flexibilização da quarentena do coronavírus, inclusive liberado cultos evangélicos por pressão de pastores, o governador Ronaldo Caiado sinaliza que pode endurecer medidas restritivas em Goiás.

Na manhã desta segunda-feira (11), Caiado conversou com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, outro que também vem se omitindo no enfrentamento da covid-19, chefes de poderes, entidades e prefeitos.

O fato é que Caiado perdeu o rumo ao flexibilizar sem nenhum critério a quarentena em Goiás.

Depois de agir com pulso firme e até com vezo autoritário no início da pandemia no estado, ele afrouxou inexplicavelmente as medidas e permitiu, de forma passiva, que o índice de isolamento social em Goiás chegasse a ínfimos 37%, o menor no país, neste final de semana.

Com o leite da popularidade nas redes sociais derramado, o que indica falta de apoio popular, Caiado agora deve tentar manobra radical para voltar à cena e retomar controle do jogo.