Depois de anarquizar quarentena em Goiás, Caiado diz que isolamento social de 37% “não é nada”

O estado de Goiás chegou a ser o primeiro lugar em isolamento social no país, mas devido à anarquia do governador Ronaldo Caiado (DEM) hoje ocupa a última colocação.

Agora, pressionado pela explosão de casos de covid-19, Caiado entra em campo com a agressividade de sempre, mas sem reconhecer que a culpa pela queda do índice de isolamento em Goiáa é exclusivamente dele, que foi imprudente e negligente ao flexibilizar sem critérios e de forma atabalhoada a quaretena.

Caiado liberou até mesmo a realização de cultos em igrejas evangélicas, contrariando parecer da UFG e do comitê gestor da crise do coronavírus.

Nesta terça-feira (12), Caiado deu a mão à palmatória ao afirmar que os 37% de isolamento registrados no estado “não são nada”.

Não são mesmo, governador, e a culpa pelo despautério é sua.

Os goianos agora vão pagar o pato pela irresponsabilidade de Caiado.