Decreto na marra: Caiado ignora diálogo com líderes empresariais e religiosos

Antes mesmo de ser publicado, o novo decreto de isolamento do governo Caiado enfrenta grande resistência do setor empresarial e de líderes religiosos.

O governador participou na terça-feira (12) de videconferências com lideranças dos dois segmentos, mas não conseguiu o apoio das lideranças. De novo, a falta de diálogo, por parte de Caiado, irrita membros da sociedade civil.

Caiado chegou a encerrar de forma abrupta a reunião com o Fórum Empresarial após fala do presidente da Fieg, Sandro Mabel, com quem tem uma relação conturbada.

O presidente da Fecomércio, Marcelo Baiocchi, pediu mais tempo para o comércio se adaptar e tomar por conta própria medidas de segurança contra a Covid-19, dentro das regras atuais.

Religiosos falaram que as missas e cultos são importantes para a estabilidade emocional dos fiéis neste momento.

O governador,porém, não se sensibilizou com os argumentos. O decreto já está pronto, informam os líderes empresariais.