Lissauer anuncia economia de R$ 2,1 milhões no Legislativo com corte de gastos

Após a adoção das medidas de contenção de gastos no Legislativo, em razão dos impactos econômicos provocados pela pandemia do novo coronavírus, o presidente Lissauer Vieira (PSB) afirmou ez de despesas na ordem de R$ 540 mil, além de R$ 1,6 milhão na redução do custeio da Casa, totalizando R$ 2,1 milhões de economia. Segundo ele, a expectativa é de que mais de R$ 5 milhões sejam economizados em apenas três meses, que compreende o período de abril a junho.

“Nós adotamos uma série de medidas para reduzir o gasto com a estrutura da Alego como a suspensão de pagamento de diárias para deputados e servidores, revisão de contratos, entre outras. Todas essas iniciativas já resultaram, até agora, em uma economia de R$ 1,6 milhão e a nossa intenção é continuar com essas ações pelo menos até o final do ano. Vejo que são medidas extremamente importantes e necessárias diante dessa grave crise que estamos enfrentando”, afirmou..

Lissauer ressaltou ainda que o plano de contingenciamento implantado no Legislativo goiano está em consonância com as decisões firmadas pelos chefes dos demais Poderes e visam contribuir para o equilíbrio fiscal de Goiás. “Nós sabemos das dificuldades enfrentadas pelos Estados e municípios diante da queda de arrecadação provocada pela pandemia e, em comum acordo com os demais Poderes, nós nos comprometemos a fazer a nossa parte para evitar minimizar os efeitos econômicos provocados por essa doença em nosso estado”, resslatou.

Além do plano de contingenciamento adotado pela Casa de Leis, Legislativo também repassou para o Fundo de Combate ao Coronavírus, iniciativa conjunta do governo estadual e da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), R$ 10 milhões, valor que está sendo utilizado nas ações de enfrentamento da doença. O recurso, que foi economizado durante o ano de 2019, foi repassado para a instituição após um acordo estabelecido entre todos os parlamentares.

“Pedi autorização a todos eles para nós podermos ajudar nessa verdadeira operação de guerra que o Estado está enfrentando e eles concordaram de pronto.  Esse valor considerável que conseguimos economizar com muito esforço e corte de despesas durante o ano passado está sendo muito bem utilizado nesse momento pelo governo de Goiás. É somando força e concentrando esforços que vamos conseguir vencer essa batalha”, frisou.