Caiado conseguiu a façanha de desmoralizar Goiás, que tem isolamento social mais baixo desde início da pandemia

Goiás atingiu o mais baixo índice de isolamento social desde que foram registrados os primeiros casos de coronavírus no estado, ainda no mês de março. O índice é de apenas 35,9%, o menor do Brasil.

O estado já teve índices superiores a 60%, mas com a flexibilização, o percentual foi caindo gradativamente. Por outro lado, o número de casos aumentou.

O índice de isolamento social de Goiás estão próximos dos vizinhos estados de Mato Grosso do Sul (36,5%) e Mato Grosso (36,9%).

O Tocantins que apresentava há poucos dias números semelhantes aos de Goiás, teve boa melhora subindo para 41,8% de isolamento social.

A prática do isolamento social tem sido importante nesse momento. A medida tem sido uma das principais recomendações de órgãos como a Organização Mundial da Saúde.

Segundo o Ministério da Saúde, o isolamento social prevê que pessoas em grupo de risco, contaminadas e com suspeita de contaminação, permaneçam em casa. O objetivo é inibir a propagação da doença e a transmissão local por pessoas infectadas.

A medida é tida como eficaz porque a principal forma de contágio do coronavírus acontece pelo contato com pessoas que estão infectadas.

O distanciamento social também tem a intenção de retardar a propagação do vírus porque, mesmo que algumas pessoas sejam contaminadas, o contágio não atingirá toda a população de uma só vez, evitando a superlotação dos serviços de saúde e diminuindo o número de óbitos.