BOMBA Luziânia Urgente: OS fatura bolada de 22 milhões, enquanto isso leitos não funcionam. Secretário de Saúde municipal diz que teve que socorrer Hcamp

O secretário municipal de Saúde de Luziânia, José Walter Marques Faria, revelou o drama do Hospital de Campanha em uma entrevista na Rádio 98.1 nesta quarta-feira (17).
Na verdade o governador Ronaldo Caiado prometeu 20 leitos, entregou 10, 6 não funcionaram e apenas 4 ficaram em condições de uso. A prefeitura de Luziânia teve que socorrer em vários momentos. Demorou para o número de leitos subir de 4 para 6, e apenas no início desta semana 8 leitos dos 20 prometidos começaram a funcionar. Mesmo assim a promessa do governador continua na “UTI”, distante da realidade.

Preços dos leitos
O blog apurou que a OS IMED tem um contrato de quase R$ 22 milhões para administrar o hospital por apenas 180 dias. Como o contrato foi assinado no dia 18 de maio, a IMED faturou durante 30 dias praticamente sem trabalhar, o que configura improbidade de Caiado.
Considerando que apenas 4 leitos para pacientes críticos funcionaram praticamente durante todo o mês chegamos ao valor gritante de R$ 30 mil reais pagos por dia para cada leito pelo governo Caiado. No contrato estão 20 leitos com estimativa de 608 atendimentos ao dia. O governo mal atendeu 620 pacientes durante todo o mês. E o valor pago para a IMED? Cumpriu-se o contrato, mesmo longe da realidade.

Veja a entrevista
https://www.facebook.com/406337232793815/posts/3025446104216235/