“Situação de Anápolis é um pouco diferente”, diz prefeito, sinalizando que não seguirá lockdown de Caiado

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP), disse, em vídeo publicado nas redes sociais, que a decisão de aderir ou não à quarentena estabelecida pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) ainda depende de avaliação.

Segundo o chefe do executivo municipal, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) na cidade está em 33%.

A situação de Anápolis, neste sentido, argumenta, seria diferente das apresentadas como diagnóstico para sustentar a decisão anunciada por Caiado na manhã desta segunda-feira, 29.

 

Naves diz, entretanto, que a decisão será tomada a partir de avaliação de corpo técnico da saúde municipal e técnicos da Universidade Federal de Goiás (UFG), além de representantes da sociedade civil.

Assista: