Comerciante da Praça do Sol vira exemplo de solidariedade e cuidado no enfrentamento da covid-19

O comerciante Bruno Basílio, dono do quiosque Vivenda do Sol, na Praça do Sol, no Setor Oeste, usou a criatividade para ganhar dinheiro com as entregas de churrasquinhos para viagem e delivery.

Quando o decreto da prefeitura estabeleceu regras aos empresários durante o enfrentamento da covid-19, Bruno fez adaptações em seu estabelecimento com placas sinalizadoras, instalou um lavabo com água, sabão, papel toalha e álcool em gel e disponibilizou para entregadores e vizinhos que chegam para buscar as encomendas.

“Como ficamos na Praça do Sol e aqui as pessoas estão sempre caminhando ou fazendo exercícios, construímos também um banheiro ao lado do lavabo. Notamos que as pessoas compram os nossos churrasquinhos e vão para os bancos da praça, pois não podemos trabalhar com mesas e cadeiras. Então, criei coragem de orientar a todos para evitar aglomerações, respeitar o distanciamento e lavar as mãos sempre. Todos ouvem e acatam, alguns até viraram amigos”, relatou Bruno.

Uma das amigas é Marcela Valsechhi, criadora de uma associação para arrecadar cestas básicas para os mais necessitados. “Conheço pessoas que perderam os empregos, por isso criei a SOS Dignidade e conversei com o Bruno para criar um ponto de entrega de doações no quiosque dele. Já distribuímos 200 cestas básicas. O Bruno ajuda muito no projeto”, disse Marcela.

O sargento Costa, da PM, é outro amigo. Ele trabalha na região e notou a atitude de Bruno Básilio. “Quando ele vai orientar sobre o distanciamento, o pessoal respeita. Ele acaba sendo um cuidador da praça. Nunca recebi reclamações quando estou fazendo as rondas”, destacou Costa.