Laudo do IML: garoto Danilo morreu por afoganento e pode ter sofrido abuso sexual

Além de confirmar que o corpo encontrado na tarde de segunda-feira (27), em uma mata na região do Parque Santa Rita, em Goiânia, é de Danilo de Sousa Silva, 7 anos, a autópsia concluiu que ele foi morto por afogamento. Os peritos encontraram ainda feridas que indicam que o garoto tenha sido vítima de violência sexual.

Segundo o médico legista Mário Eduardo Cruz, que é diretor do Instituto Médico Legal (IML), fragmentos de lama encontrados na cavidade oral e também na traqueia do garoto atestam a versão de afogamento. Hematomas nas regiões de órgãos sexuais também reforçam a tese de abuso, mas tudo ainda deve passar por averiguação mais aprofundada.

“Como o corpo já estava em decomposição, ainda não sabemos ainda se estas lesões foram provocadas antes da morte ou depois, por algum animal. O fato é que ele tem ferimentos nos braços, pescoço e até em uma das orelhas”, relatou.