Bisonhamente, professor da UFG atribui a erro de comunicação projeção de 18 mil mortes na pandemia em Goiás

Em entrevista ao Popular, o biólogo Thiago Rangel atribuiu disonhamente à uma falha de comunicação a estimativa furada de 18 mil mortes da covid-19 em Goiás.

Rangel admitiu qyue errou ao fazer um projeção extrema, quando o certo seria ter dito que o número de óbitos seria de 3,5 mil a 18 mil.

O professor deveria ter se desculpado pelo erro, mas não: culpou a imprensa pelo previsão equivocada que levou o governo de Goiás a decretar o lockdown 14×14 que prejudicou a economia estadual.

O fato é que o estudo de Rangel expôs a UFG e arranhou a credibilidade da instituição.