Com 650 câmeras, Aparecida inicia monitoramento de ruas e órgãos públicos

“Este é o primeiro passo que estamos dando para que, em breve, nossa cidade seja uma das mais inteligentes do Brasil”, destacou o prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, durante a inauguração do Centro de Inteligência Tecnológica (CIT) na tarde desta quinta-feira (13/8).

O centro é composto por duas centrais de videomonitoramento, que irão monitorar 650 pontos da cidade com câmeras com sistema “Olhos de Águia” e Data Center próprio com capacidade de armazenamento de 7.600 terabytes. O Projeto de monitoramento da cidade é uma das principais ferramentas do Projeto Cidade Inteligente que está sendo implantado na cidade.

Com monitoramento realizado pela Guarda Civil Municipal (GCM) e demais forças de segurança como Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC) e Corpo de Bombeiros, a administração acredita na redução do número de crimes registrados no município. “Cremos que com todo esse trabalho compartilhado iremos reduzir em mais de 50% os índices de criminalidade em Aparecida”, pontuou Gustavo Mendanha durante a inauguração do CIT.

O sofisticado sistema de videomonitoramento é capaz de identificar, através de inteligência artificial, placas de veículos furtados ou roubados e também foragidos da Justiça, possibilitando ação imediata das autoridades. “Agora, nossas forças de segurança poderão atender com maior eficácia à população. As imagens, por exemplo, serão importantes nos processos de investigação e elucidação de crimes de diversas naturezas”, projetou o prefeito.

As câmaras de videomonitoramento foram instaladas em pontos estratégicos da cidade e divididas por áreas que possuem maior demanda de vigilância. Do total das 650 câmeras, 89 farão a captura de imagens em tempo real em todas as unidades da rede municipal de Educação, entre Centros Municipais de Educação Infantil e escolas municipais. Os locais de instalação dos equipamentos de monitoramento foram definidos em outubro do ano passado pelo Grupo de Gestão Integrada do Município (GGIM).

“Com a instalação das câmeras criamos um cinturão de segurança em nossa cidade. Assim, conseguimos acompanhar, em tempo real, a movimentação em todas as entradas e saídas do município, otimizando o trabalho, por exemplo, da GCM e Polícia Militar para atendimentos à população. Não temos dúvidas que a tecnologia será importante aliada para alcançarmos bons resultados”, disse o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Aparecida, Cleomar Rocha.

Reconhecimento
Para Guilherme Correia, que representou o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, na solenidade de inauguração do CIT, que foi transmitida pelo aplicativo Zoom e redes sociais da prefeitura, Aparecida trabalha conforme as expectativas do Governo Federal na utilização de ferramentas tecnológicas. “Estamos felizes ao saber que Aparecida está trabalhando para se tornar uma cidade inteligente. Essa iniciativa está bastante alinhada com as prioridades do Governo Federal. Nos colocamos à disposição para futuros projetos e parcerias”, ressaltou o representante do governo do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Representando a Polícia Militar na inauguração, o chefe de comunicação da corporação em Aparecida, Major Wanderley Alves Moura, reiterou que a tecnologia vai auxiliar o trabalho preventivo e ostensivo na cidade. “Vai auxiliar e muito porque estamos falando em eficácia. No momento, por exemplo, em que acontecer um homicídio e tivermos acesso às imagens teremos elementos importantes para iniciarmos nosso trabalho com mais precisão.

Monitoramento
Com o início das atividades, o CIT já recebe e monitora as imagens captadas por 37 câmeras. Até o final do mês, outras 150 deverão entrar em funcionamento. “Por conta do isolamento social e também da falta de energização em alguns pontos onde os postes das câmeras foram instalados, não foi possível iniciar a captura de imagens prontamente. Estamos aguardando a Enel para então conseguirmos concluir a instalação dos equipamentos, mas avançamos diariamente e, em breve, teremos cerca de 650 pontos monitorados em diversas regiões da cidade”, explica o secretário Cleomar Rocha.

Entre as principais vias que receberam as câmeras estão a Praça da Cidade Administrativa na Avenida Gervásio Pinheiro, Praça Matriz, no Centro; rotatória da Avenida V-8 com Avenida 21 de Abril, no Jardim Tiradentes; Viaduto João Antônio Borges, na Vila Brasília; Avenida Jataí, no Sítio Santa Luzia; Tropical, no Jardim Tropical; Rio Verde, na divisa com a capital; Avenida Igualdade, no setor Garavelo; Rodovia Anel Viário (BR-060) e Avenida São João, no Jardim Nova Era.

Também serão monitoradas as Avenidas Independência, entre o Residencial Village Garavelo e setor Colina Azul; Junqueirópolis, no setor Serra Dourada; Rita Campos, Progresso e Alameda Girassóis, no Jardim Monte Cristo; Colonizadores, na Vila Brasilia; Escultor Veiga Vale, no Parque Veiga Jardim; Marechal Rondon e Maracanã, no Jardim Buriti Sereno; e demais ruas e avenidas de Aparecida, que são considerados pontos estratégicos com movimentação intensa de veículos e circulação de pessoas.

Além monitorar em tempo real as ruas da cidade, a Prefeitura de Aparecida também irá disponibilizar acesso à internet via banda larga em espaços públicos. Para isso, serão instalados pontos de Hotspots Livres para que servidores e frequentadores das praças, parques e órgãos públicos possam navegar com segurança e qualidade. “Em alguns casos, a pessoa vai à uma unidade de saúde e quando sai não tem crédito no celular, por exemplo, para pedir um táxi ou carro de aplicativo de transporte’’, exemplifica o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cleomar Rocha, que informa ainda que a Praça da Cidade Administrativa já conta com wi-fi disponível.

Infraestrutura
Para que tudo funcione perfeitamente, a Prefeitura de Aparecida instalou mais de 500 km de fibra óptica em toda cidade. Ao final do projeto, serão 700 km. Com isso, mais de 200 unidades administrativas entre escolas, postos de saúde e secretarias estarão conectadas, elevando a qualidade do atendimento prestado aos mais de 548 mil habitantes da cidade.

Durante a inauguração do CIT, o prefeito Gustavo Mendanha ressaltou que o trabalho de monitoramento é uma das peças fundamentais de todo projeto ‘Cidade Inteligente’ orçado em R$ 55 milhões, que vai beneficiar outras áreas da administração e a população. “Tudo isso resultará em uma cidade mais perto do futuro, integrando tecnologia e inteligência seja na saúde, com prontuários eletrônicos, seja na educação, com ensino de robótica e internet banda larga, ou com desburocratização de processos.