Delúbio Soares é julgado inocente 15 anos depois na ação penal do Mensalão

Em decisão tomada na última terça-feira (18), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, extinguiu as punições de Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, e José Genoino Neto, ex-presidente do PT.

Depois de 15 anos de danos irreparáveis às suas vidas, Genoino e Delúbio tiveram as punições extintas por um simples motivo: não foram encontradas provas contra eles. Os dois foram acusados de simular empréstimo junto ao Banco de Minas Gerais (BMG).

“Acusados por falsidade ideológica em ação penal gerada a partir do caso do Mensalão, em 2005, a decisão de inocentá-los, proferida 15 anos depois, jamais será capaz de reparar a dor da injustiça feita a essas duas lideranças históricas do Partido dos Trabalhadores, que tiveram suas vidas estraçalhadas e suas reputações destruídas”, anotou Zezé Weiss, em texto assinado no Diário do Centro do Mundo.

Delúbio classifica a decisão do TRF1 como uma grande “vitória política” para ele e para seu partido. “Com o decorrer do tempo, vou mostrando ao povo brasileiro que não cometi nenhum crime e que todas as acusações criminais a mim imputadas são derivadas da perseguição empresarial, midiática e dos setores conservadores contra o Projeto Democrático e Popular representado pelo PT e seus aliados,” sublinhou Delúbio.