A REDAÇÃO ”Time que escolhe adversário não ganha”, diz Wilder sobre saída de Iris

 Pré-candidato a prefeito de Goiânia, Wilder Morais (PSC) foi enfático ao comentar a declaração do prefeito Iris Rezende, que anunciou sua aposentadoria política nesta semana. “Time que escolhe adversário não ganha”, disse o ex-senador ao site A Redação nesta quinta-feira (27).
“Iris tem uma história, uma trajetória política que é carregada de respeito, mas acredito que Goiânia precisa sentir um choque de gestão, para se pensar a cidade de um jeito diferente”, comentou.

(Foto: Letícia Coqueiro/jornal A Redação)
Wilder ressaltou os trabalhos de pré-campanha iniciados desde a sua saída da Secretaria de Indústria e Comércio do Governo de Goiás. “Dialogamos com todos os segmentos, partidos, lideranças políticas, para entender a realidade da capital”, acrescentou.
Secretaria de Indústria e Comércio em Goiânia
Para o pré-candidato do PSC, será necessária a criação da pasta de Indústria e Comércio na capital. “Goiânia precisa de um gestor voltado à retomada da economia. O nosso grande gargalo hoje é a geração de emprego e renda.”
“Se chegarmos à prefeitura, nós vamos trabalhar com a matéria-prima que temos: as pessoas”, destacou. “Vamos fazer nossa gestão pensada para a população.”

(Foto: Letícia Coqueiro/jornal A Redação)
Apoio político
Neste mês, Wilder Morais fortaleceu sua pré-campanha com o apoio de três partidos: Republicanos, Avante e PMN. “Além desses, estamos em diálogo com outras três siglas para fortalecer o projeto.”
Recentemente, especulações apontaram possível mudança no cenário, com a saída de Avante e Republicanos do projeto para apoiar o MDB no pleito deste ano. Mas para Wilder Morais, o acordo com as siglas segue fime. “Especulações sempre existem. Hoje, somos os únicos em pré-campanha a ter quatro siglas de apoio”, frisou ao acrescentar que sua base conta com mais de 200 pré-candidatos a vereador.