Que País é esse? STJ afasta governador do Rio, acusado de corrupção na saúde

O Superior Tribunal Justiça (STJ) afastou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), nesta sexta-feira, 28. O STJ também mandou prender o presidente do PSC, Pastor Everaldo, o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão e o ex-prefeito de Volta Redonda, Sebastião Gothardo Netto.

Os agentes da Polícia Federal (PF) também cumprem mandados de busca e apreensão no Palácio Laranjeiras — residência oficial do governador do RJ — contra a primeira-dama, Helena Witzel. Também há mandados de busca e apreensão para o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT).

A Operação Tris in Idem é um desdobramento Operação Placebo, da qual Witzel foi alvo em 26 de maio.

A Operação Placebo apurou desvios na saúde pública do RJ em negociações de emergência durante a pandemia do novo coronavírus.