Desespero por falta de atendimento médico causa tumulto em Catalão. Assessoria do prefeito Adib Elias ataca mulher grávida

A assessoria do prefeito Adib Elias usou as redes sociais para atacar uma paciente grávida que, desesperada pela falta de atendimento médico, maus tratos e ausência de orientação acabou se envolvendo em um bate boca com servidores. O caso terminou em pancadaria no Hospital Materno Infantil de Catalão nesta segunda-feira (31).

Pessoas presentes no local afirmam que são tratados “feito animal, no chicote”, atendimento ruim do início ao fim e muita demora. Alguns pacientes esperam até 6 horas na fila. “Ela perdeu a paciência, foi mal tratada na recepção e a quebradeira foi geral”, disse uma testemunha que não quis se identificar. O quebra-quebra terminou na polícia.

A assessora de imprensa do prefeito Adib Elias, Thais Simões, para defender seu chefe chegou a acusar em um grupo de whatsapp de Catalão a paciente que se envolveu na confusão: “Essa senhora bateu em uma funcionária e quebrou mão dela”, afirmou Thais, que logo depois apagou a postagem com medo de ser condenada por divulgar faknews contra a população, uma vez que é servidora da prefeitura e funcionária do povo.

O radialista Luiz Carlos Bordoni, secretário oculto de Adib, gravou áudios atacando a honra da paciente:”Parece que ela quebrou a mão de uma técnica de enfermagem e pessoal do hospital vai processar ela”, disse Bordoni.

Até o término da nota a versão da agressão à técnica de enfermagem não foi confirmada.

O prefeito Adib Elias, que correu da imprensa, não fez nada para melhorar a saúde pública em Catalão. Recentemente, Adib gastou R$ 1,5 milhões em uma praça pública que não tem banheiros. Enquanto isso a cidade vive um caos na saúde pública. A covid-19 está atacando ferozmente na cidade e fazendo vítimas fatais.