Desemprego na pandemia bate recorde e atinge 13,7 milhões, aponta IBGE

A taxa de desemprego atingiu 14,3% na 4ª semana de agosto, o que representa aumento de 1,1 ponto percentual em relação à semana anterior (13,2%). Com isso, atingiu o maior patamar da série histórica da pesquisa, iniciada em maio.

A alta acompanha o aumento na população desocupada na semana, representando cerca de 1,1 milhão a mais de pessoas à procura de trabalho no país, o que totaliza o número de 13,7 milhões de desempregados.

Os dados são da edição semanal da pesquisa Pnad covid-19 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – covid-19) divulgada nesta sexta-feira (18) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).