Câmara de Goiânia aprova contas de 2014 do ex-prefeito Paulo Garcia

O plenário da Câmara aprovou durante a sessão plenária desta quarta (23) as contas públicas de 2014 sob a gestão do ex-prefeito Paulo Garcia (PT). Os vereadores Alfredo Bambu (Patriota), Anderson Sales – Bokão (DEM), Andrey Azeredo (MDB), Anselmo Pereira (MDB), Clécio Alves (MDB), Denício Trindade (MDB), Felisberto Tavares (Podemos), Paulo Magalhães (DEM) e Zander Fábio (Patriota) se manifestaram a favor da aprovação das contas e fizeram elogios a Paulo Garcia, que faleceu em 2017, aos 58 anos, vítima de um infarto fulminante.

“Tive a oportunidade de ser auxiliar Paulo Garcia em várias pastas da Prefeitura. Ele era um homem íntegro, sério, apaixonado pela sua gente e sua cidade e de uma sensibilidade quanto às necessidades do povo como poucos políticos que eu conheço têm ou tiveram. Se algum equívoco ou erro aconteceu na gestão de Paulo Garcia, não foi com as mãos ou autorização dele, muito pelo contrário, quando ele tinha notícia de qualquer desmando, desvio ou qualquer ato que não era correto, ele mandava embora e determinava a apuração imediata para a devida responsabilização. Voto a favor com muita tranquilidade por saber que, naquele tempo, Goiânia experimentou o avanço que ainda não é reconhecido pela população como deveria. Estou convicto que as contas estão corretas e merecem ser aprovadas porque ele agiu com responsabilidade, correção e seriedade”, disse Andrey Azeredo.

Clécio Alves, que é presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Economia da Câmara, afirmou que Paulo Garcia foi “usado” e injustamente responsabilizado por atitudes de outras pessoas. “A aprovação de hoje é uma forma de reconhecer que ele era um homem de bem”, declarou.

Participando da sessão de forma virtual, Felisberto Tavares disse que Paulo Garcia foi um “grande estadista” que foi “criticado e atacado muitas vezes injustamente”. “Devemos reconhecer esse homem que sempre foi muito acessível a todos nós vereadores, especialmente a mim.”