Tiãozinho Porto defende pauta dos agentes comunitários de saúde e leva demanda ao prefeito

O vereador Tiãozinho Porto (MDB), sensibilizado com as perdas salariais dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Combate a Endemias (ACE), defendeu a classe na sessão desta terça-feira, pedindo pela suspensão do novo modelo de avaliação desses servidores e, à tarde, conversou com o prefeito Iris Rezende (MDB) e com a secretária municipal de saúde, Fátima Mrué, para reforçar esse pedido.

Os servidores informam que estão sendo prejudicados, pois houve mudança do sistema que armazena o cadastro dos moradores, de forma que, os agentes estão atualizando o banco de dados e ainda não conseguiram completá-lo, devido à falta de treinamento adequando, adaptação ao novo sistema e falta tempo hábil para atualizar o novo sistema, fatores que impactam diretamente na produtividade desses agentes.

Por isso, a necessidade de suspensão da atual forma de avaliação até o final do ano para que eles possam fazer todas as atualizações necessárias no banco de dados e para que não sofram mais perdas salariais.

“Me sensibilizei com a causa dos agentes ACS e ACE, e logo me dispus a ajuda-los, não podemos deixar o servidor ser penalizado de forma alguma, e o prefeito e a secretária se dispuseram a analisarem a situação o mais rápido possível”, declarou o vereador.