Anápolis: Márcio Corrêa propõe agência regulatória para solucionar problema da água e do esgoto

A rede de esgoto e o fornecimento de água em Anápolis são dois graves problemas na região Recanto do Sol, assim como em diversos bairros da cidade. O candidato a prefeito de Anápolis pelo MDB, Márcio Corrêa, visitou o centro comercial nesta terça-feira e ouviu diversas reclamações da população. Em uma delas, a comerciante Vanda Cândida se queixou de não receber água frequentemente e reclamou da qualidade do serviço prestado pela Saneago.

“É um serviço muito ruim. Falta água quase que todo dia na minha casa. E quando a água chega é muito ruim, vem toda suja. Todo mundo da minha casa já ficou doente”, relatou a moradora ao candidato, que, ao lado do vice da chapa, Brigadeiro Bragança (Republicanos), conversou com vários moradores e empresários da região.

Uma das propostas de Márcio Corrêa para solucionar o problema é a criação de uma Agência Regulatória do próprio município para fiscalizar o serviço que é feito e também para garantir uma água de qualidade para a população.

“Temos um serviço muito ruim atualmente e temos várias regiões que não são contempladas com uma mínima estrutura de rede de esgoto. Essa situação é inadmissível. Assim que eu for eleito, eu vou criar uma Agência Regulatória para fiscalizar o serviço atual. Não podemos aceitar que pessoas iguais a Vanda não tenham água em casa ou que recebam uma água suja”, afirmou Márcio Corrêa.

“Isso é uma coisa que vai acabar com a criação da Agência que vai fiscalizar todo o trabalho da Saneago”, garantiu o candidato. Ele critica a prefeitura por ter renovado a concessão do serviço movida por interesses políticos, sem ao menos fazer um estudo próprio para avaliar o que tem sido cumprido e o que tem sido deixado de lado no antigo contrato.

“Se for eleito, vou pedir uma revisão do contrato com a Saneago. O povo não pode pagar altas taxas para ter um serviço tão ruim como o que é oferecido há anos. Vamos rever ponto a ponto as obrigações e o serviço que é prestado para que a população finalmente receba um atendimento digno”, completou.