Talles fala em mudanças no transporte coletivo e propõe tarifa a R$ 2,00

O candidato a prefeito de Goiânia e deputado estadual Talles Barreto (PSDB) ressaltou durante a sabatina da Federação de Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) desta terça-feira (6) comandada pela jornalista Sandra Persjin que defende uma gestão próxima da população. O peessedebista ressaltou que o Poder Público ficou distante dos goianienses nos últimos 20 anos. “O governo municipal só pensa em fazer viaduto, ficando longe das pessoas e das suas necessidades. Vamos resgatar em Goiânia, os programas sociais que desenvolveram Goiás”, frisou.

Segundo Talles, uma consequência desse distanciamento foi a perca do ambiente de negócios na capital goiana. “Vimos que o Poder Público não faz a sua parte como motivador e criador de oportunidades. Vamos mudar essa realidade, fazer um choque de gestão, queremos ser parceiros de quem tem coragem de empreender. Esse é o nosso compromisso”, pontuou.

Para o transporte público, o tucano afirmou que vai cobrar por quilômetro rodado, ou seja, as empresas vão ganhar independente do número de passageiros. Dessa forma, o ganho será pelo número de ônibus disponibilizados. O prefeitável ainda disse que haverá uma pressão para melhoria do serviço. “Se a empresa não fizer um bom trabalho, não será paga” pontuou.

Talles disse ainda que vai diminuir a tarifa do transporte público e mudar a realidade atual. “Vamos colocar uma tarifa de R$2. Foram os cálculos que nós fizemos. O governo tem que ter subsídio” disse. “É o preço compatível com o subsídio que nós podemos completar para passagem” acrescentou.