Secretário de Saúde realiza visita técnica ao HDS

O secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, realizou visita técnica ao Hospital Estadual de Dermatologia Sanitária e Reabilitação Santa Marta (HDS). A visita foi realizada na tarde de terça-feira, 13. O secretário percorreu todos os setores da unidade do Governo de Goiás, passando pela estrutura física e os serviços oferecidos e ouvindo relatos sobre a história do local.

Alexandrino foi recepcionado pelos superintendentes da Associação de Gestão, Inovação e Resultados em Saúde (Agir), organização social que administra o HDS, Sérgio Daher, Lucas Paula da Silva, Dante Garcia de Paula, Claudemiro Euzébio Dourado. Também participaram da recepção ao secretário o coordenador de Infraestrutura, Maurício Ertner de Almeida; e as diretoras geral e técnica do HDS, respectivamente, Mônica Ribeiro Costa e Lívia Evangelista da Rocha Aguilar.

Após a visita, Alexandrino destacou a trajetória peculiar do HDS, adiantando que o hospital poderá se transformar em uma unidade de internação para cuidados paliativos, recebendo a ampliação do ambulatório de múltiplas especialidades. “São projetos estruturantes. Temos muitas ideias e precisamos focar nas quais (os projetos) se enquadram na política pública de saúde”, afirmou.

Mônica Ribeiro Costa, diretora do HDS, destacou a gestão com foco na qualidade e a possibilidade de busca de acreditação ONA, um dos objetivos futuros e de grande significado para o hospital.

Divisor de águas

Ainda na oportunidade, foram apresentados o número de atendimentos realizados na unidade em 2019 e “cases” de teleatendimentos durante a pandemia – divisor de águas na vida dos pacientes, que permitiu a continuidade no atendimento aos usuários.

Para Sérgio Daher, a importância da visita do secretário está no reconhecimento do HDS como uma instituição que desempenha seu papel de forma íntegra perante a comunidade.

O HDS tem como missão oferecer assistência ambulatorial especializada aos usuários do SUS e assistência integral aos pacientes moradores. A instituição se destaca cada vez mais no amplo conceito da saúde, tornando-se referência no cuidado humanizado e de excelência em todos os serviços oferecidos.

Atualmente, a cultura institucional está pautada numa identidade organizacional que potencializa a gestão fundamentada nos seguintes valores: ética, humanização, responsabilidade, transparência e qualidade. Na unidade, residem 16 pacientes que foram, no passado, acometidos pela hanseníase. Hoje, estão todos curados.