Prefeito Divino Lemes fala da expectativa da instalação de 140 empresas em Senador Canedo

Veja abaixo matéria do Diário de Goiás:

O prefeito de Senador Canedo, Divino Lemes (Podemos), falou da expectativa de grandes empresas situadas na Zona Franca de Manaus de serem instaladas o mais breve em Senador Canedo, com o projeto que possibilita a destinação de áreas do município às estas empresas. Em um primeiro momento, o prefeito está acompanhando se as empresas irão à cidade de forma individual ou já em grupos. “Nós cedemos a área e as empresas já estão preparando pra virem se instalar. Ainda não sei se elas virão de forma individual ou em conjunto. Eu estive com eles… e como envolve órgão público, deve ter uma licitação, eu imagino. Então nós estamos nessa parte burocrática”, diz Lemes.

O prefeito explicou também à reportagem de o Diário de Goiás, em entrevista nesta manhã de quinta-feira (22/10), que existe benefícios para a cidade quando é cedido uma área às empresas. “Nós temos uma lei municipal que incentiva a instalação de empresas, então a prefeitura, que é detentora da área, vai ceder com ônus, que é empregar e gerar renda e também forçar todos os empresários que virem pra cá a fazer o dever de casa trazendo os veículos para serem emplacados aqui, fazer seus gastos aqui, incentivar o comércio local. Portanto o ônus é uma série de ações, por exemplo, vai instalar uma empresa e precisa de material de construção, é necessário comprar no comércio local, tudo, fomentar, o que for de mão de obra possível tem de ser daqui”, ressalta Divino.

O prefeito disse ainda que serão cerca de 140 empresas que poderão ser instaladas no município. “Pelo desenhar da situação imagino que elas virão de forma agrupada e serão 140 empresas num primeiro momento”. Ainda ao DG, Divino Lemes disse que a cidade tem suporte para receber todas as empresas. “A área que eles solicitaram já está disponível. Eu imagino que sejam galpões, por exemplo, eletro-eletrônico, celulares, eletrônicos pequenos, imagino que ficam em um galpão. Eletrodomésticos, móveis e outros, a dinâmica, a metodologia completa. Mas no Brasil é assim, eles fazem estes centros de distribuições por região e a do Centro-Oeste será sediada aqui, conclui o prefeito Divino Lemes.