Blog do Pablo Kossa no Mais Goiás: “Vanderlan está em uma baita sinuca de bico”

Veja abaixo análise do jornalista Pablo Kossa, no site do Mais Goiás:

A campanha de Vanderlan Cardoso tem um baita pepino em mãos. Os números da pesquisa Ibope divulgados ontem pela TV Anhanguera colocam o senador em uma encruzilhada: ou ele parte para cima de Maguito Vilela com o risco de tal atitude pegar mal com parte do eleitorado devido à situação de internação na UTI do emedebista, ou ele permanece tomando pancada de tudo quanto é lado e vê sua campanha estagnada frente o crescimento de seus adversários. Não gostaria de estar na pele dos estrategistas do senador.

A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais. Maguito cresceu cinco desde o último levantamento realizado pelo instituto. Ou seja, acima da margem de erro. Vanderlan oscilou um para baixo. Adriana Accorsi, terceira colocada, oscilou três para cima. Descartada a margem de erro, só Maguito efetivamente aumentou seu percentual de votos.

A campanha petista e a emedebista identificaram o adversário a ser atacado: Vanderlan Cardoso. Adriana adota tal estratégia por perceber que sua única chance de estar presente na urna no segundo turno é tirando a vaga de Vanderlan. Maguito, por sua vez, bate na campanha do senador por ela ser a que está mais próxima de sua liderança. Como eu já disse, Vanderlan leva bordoada de todos os lados.

É bom colocar que Vanderlan não apanha ao acaso. Ele deu munição aos adversários. Gravou um áudio passador de pano para o senador Chico Rodrigues, aquele do dinheiro enfiado onde é melhor não citar. Também não colabora com a imagem de um político de palavra sua fala de 2018, quando afirmou que não deixaria o Senado Federal para concorrer à prefeitura de Goiânia. Quem fala demais dá bom dia a cavalo. Nos dois casos, Vanderlan falou demais.

A campanha pessedista vai ter que mudar de estratégia e correr riscos. Parada como está, pode desidratar e perder o lugar no segundo turno para Adriana. Ou ainda conquistar a vaga, mas como uma vitória de Pirro. Pois chegará na segunda etapa tão fragilizada que Maguito não terá dificuldades em vencer no dia 29 de novembro.