Trindade: Marden inicia diálogo sobre transição para garantir gestão inovadora e dinâmica

O trindadense pode esperar um governo tecnológico, inovador, cada vez mais dinâmico e, principalmente, eficiente. Essa é a avaliação do prefeito recém-eleito, Marden Júnior (Patriota), que estará à frente da prefeitura nos próximos quatro anos. Jovem, o político de 30 anos destaca que recebe a cidade de Jânio Darrot (PSDB) — seu principal conselheiro e padrinho político — organizada e sem dívidas, “pronta para um novo momento”.

Sobre sua vitória com 37,72% dos votos válidos no município, o que representa um total de 21.930 votos, Marden diz que é a concretização de um trabalho árduo, feito de porta em porta. “Entramos no processo com adversidades e dificuldades, mas acreditamos e iniciamos um trabalho de porta em porta, com isso a campanha foi crescendo. Fomos tirando a diferença e conseguimos materializar o desejo das pessoas”, relata.

Um dos trunfos de sua vitória, segundo Marden, foi a realização de uma campanha humana, que conseguiu transparecer persistência e força de trabalho. “Por onde passamos, a atual gestão tinha trabalho prestado, essa confiança aliada à expectativa de continuidade e avanços deu certo”, defende. O apoio de Jânio Darrot, que tem um alto índice de aprovação também é apontado como decisivo para a vitória: “um dos pontos mais fortes da campanha, essa união se traduziu em votos”.

Transição
A transição começou a ser debatida já na terça-feira, 17, em uma reunião com secretários e representantes do grupo atual. “Foi uma semana produtiva e muito tranquila, até porque eu fiz parte da gestão, tenho um relacionamento bacana com as pessoas”, frisa o gestor, ao prometer uma mudança sem grande impacto. “Daremos sequência aos programas e nos primeiros meses a gestão será gradual, sem queda administrativa”, adianta o prefeito eleito.

“Nosso ideal é manter as conquistas, então teremos cuidado para que a mudança não afete as entregas às pessoas. Já sentei com várias pastas e de modo geral os programas vão continuar. Teremos algumas mudanças já no início, elas são naturais, mas sem parar as atividades”, detalha Marden. Uma delas trata-se de uma reforma administrativa, cujo objetivo é deixar a prefeitura “com a cara” da gestão eleita.

(Matéria do Jornal Opção)