Polícia Civil identifica no interior do Acre homem que ameaçou Adriana Accorsi

A Polícia Civil de Goiás infirmou nesta terça-feira (24/11) que identificou o suspeito de ameaçar a deputada Adriana Accorsi pela internet. O homem, de 27 anos, mora no interior do Acre e, segundo as investigações, teria enviado as mensagens de lá.

O caso é apurado pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc). Na última semana, Adriana revelou que ela e sua família receberam ameaças via Instagram. A deputada foi candidata a prefeita de Goiânia pelo PT, tendo ficado em terceiro lugar no primeiro turno.

Além de ameaçar a parlamentar por mensagem, o perfil ainda sugeriu que Adriana comprasse caixões para suas filhas. Com apoio da Polícia Civil do Acre, o investigado foi ouvido na delegacia de Sena Madureira (AC), ocasião em que confessou a autoria do envio das mensagens e afirmou que nunca teria imaginado que pudesse ser identificado pela polícia.

Ainda segundo a Polícia Civil, o homem é envolvido em várias manifestações de ódio pela internet, em especial aquelas ligadas a opiniões políticas. Ele responderá pelo crime ameaça.