“Eu entendo de gestão, planejamento e tenho apresentado propostas para Goiânia”, diz Vanderlan

Na manhã desta terça-feira, 24/11, Vanderlan Cardoso (PSD) afirmou, em entrevista às Rádios Brasil Central e RBC FM, que entende de gestão e planejamento e que tem apresentado propostas para Goiânia. “Não entrei no jogo de esconde-esconde. Ao contrário da campanha do MDB, que é focada na desinformação e na mentira”.

O candidato do PSD reforçou que jamais questionou a internação de Maguito Vilela ou que seu estado de saúde não seria grave. “O que pedi foi transparência na divulgação dos boletins médicos, que é direito do eleitor e do cidadão. Somos cidadãos públicos e o Maguito não sabe o que está acontecendo, mas a equipe preferiu fazer uma campanha de mentiras”.

Para os últimos cinco dias do segundo turno, Vanderlan afirmou que queria mesmo era debater com o adversário. “Mas como o Maguito está lutando pela vida em uma UTI, acredito que deveria debater com o vice da chapa. E estão escondendo ele. Ele não aparece, não debate. Quem fala pela campanha é o filho do candidato ou o coordenador da campanha”.

Ainda assim, o candidato afirmou que vai continuar com as propostas para colocar Goiânia em um novo momento de desenvolvimento, para cuidar das pessoas e transformar a cidade em um espaço mais humano para viver. “Eu não escondo os meus apoios. O governador Ronaldo Caiado, do MDB o senador Luiz do Carmo e o deputado Bruno Peixoto e vários outros ótimos nomes”.

E Vanderlan destaca que vai dar continuidade às obras e projetos iniciado pelo prefeito Iris Rezende e que estão dando certo, além de iniciar novas obras. “Quero resolver os problemas de mobilidade, geração de emprego e renda, saúde, esporte, cultura, ação social e moradia. Nós temos condições de melhorar e sabemos como fazer”.

*Propostas*

“O auxílio emergencial termina agora em dezembro. Temos apresentado projetos a curto, médio e longo prazo. Nossos projetos para a geração de emprego e renda são, na maioria, para médio prazo, com a construção dos Polos de Desenvolvimento, por exemplo”, destacou Vanderlan sobre o apoio de R$ 300,00 para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Em Goiânia, 25 mil famílias que estão no CadÚnico precisam receber o auxílio emergencial. “Essa proposta não é nem metade da verba que foi liberada pelo Senado Federal para a cidade de Goiânia, com minha ajuda enquanto Senador. E vamos buscar ainda mais formas de cuidar das pessoas que mais necessitam do apoio da prefeitura”.

Mas a principal aposta de Vanderlan para o crescimento da cidade são os Polos de Desenvolvimento. Serão pequenos distritos direcionados para as vocações do município, com instalações em todas as sete regiões de Goiânia, para que o cidadão tenha a oportunidade de trabalhar perto de casa.

“As pessoas precisam de apoio para gerarem emprego e renda o mais rápido possível. Queremos fazer uma grande qualificação profissional em Goiânia. E isso será feito com parcerias com o Sistema S, e com os governos estadual e federal, que também vão colaborar com a concessão de benefícios fiscais para instalação e expansão de empresas”, pontuou o candidato do PSD.