Sob forte comoção, Argentina chora a morte de Dieguito

Diego Armando Maradona, o Dieguito,  morreu nesta quarta-feira, aos 60 anos, após uma parada cardiorrespiratória. Um dos grandes nomes da história do esporte e maior ídolo do futebol argentino, o ex-craque sofreu o mal súbito no fim da manhã, quando ambulâncias foram chamadas à casa onde ele se recuperava de uma cirurgia no cérebro, em Tigres, na zona metropolitana de Buenos Aires. O ex-jogador, porém, não resistiu, tendo sua morte confirmada pela imprensa argentina e pela TV pública do país no começo da tarde. A morte de Dieguito gerou uma forte comoção na Argentina.