Em um ano na Secult Goiás, Adriano Baldy democratiza cultura e aumenta acesso às artes

O secretário de Estado de Cultura, Adriano Baldy, completa, neste domingo (29/11), um ano à frente da pasta com a democratização do acesso à cultura e o aumento da frequência dos goianos em atividades culturais. Sob a orientação do governador Ronaldo Caiado, Baldy assumiu a pasta com a missão de incentivar os goianos a conhecer e acessar as atividades culturais oferecidas em todo o estado.

Durante este período, Adriano Baldy mostrou que é possível valorizar os artistas e espaços culturais locais e interligar a pasta da cultura com as demais áreas do governo estadual. Uniu tecnologia, inovação e cultura.

Além disso, dos 12 meses como secretário, oito deles foram passados em meio a maior pandemia do século, que provocou uma readaptação de novas formas de trabalho, auxílio e divulgação da cultura goiana.

Antes da chegada da pandemia de Covid-19 em Goiás, Adriano Baldy já se engajava em conseguir recursos para as demandas culturais no Estado. Ele fez várias viagens a Brasília, ao lado do governador Ronaldo Caiado, para viabilizar recursos à realização dos eventos do calendário cultural de Goiás.

O secretário também conseguiu pagar, no final de 2019, artistas e produtores culturais proponentes do Fundo de Arte e Cultura (FAC), de editais do ano de 2018. Os recursos repassados pelo FAC naquele momento totalizaram quase R$ 30 milhões.

Baldy ainda começou a implementar, em parceria com instituições de ensino, a “interiorização da cultura”, ao levar ações produtivas da cultura e investimentos na economia criativa ao interior de Goiás.

Para o secretário, as ações deste primeiro ano só puderam ser realizadas após muito esforço e dedicação. Ele lembra que todo o país viveu e ainda vive um momento inédito e que isso impactou diretamente a forma com que a cultura é vista e valorizada.

“É uma honra poder fazer parte do governo Ronaldo Caiado, que empenhou todos os esforços para que a cultura em Goiás continuasse viva e forte. Tenho certeza que novos desafios nos esperam e que vamos conseguir alcançar ainda mais objetivos para fazer da pasta da cultura uma referência em todo o Estado”, declarou.