PF apura irregularidades na compra de materiais para combate à covid-19

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (15/12) a Operação Tolueno, que apura irregularidades na compra de materiais utilizados no combate à pandemia da covid-19 em Goiás. Segundo a investigação, uma organização social teria adquirido produtos que não atendiam às especificações necessárias. O prejuízo gira em torno de R$ 2 milhões.

Policiais federais cumprem oito mandados de prisão temporária e 13 de busca e apreensão em Pirenópolis, Goiânia, Aparecida de Goiânia, Brasília e Macapá.

De acordo com a PF, a ação ocorre em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU), e é um desdobramento de investigações que tiveram início a partir de denúncias recebidas pela Promotoria de Justiça em Pirenópolis, de que o álcool em gel 70% e as máscaras cirúrgicas adquiridos e utilizados por um hospital estadual, daquela cidade, eram de péssima qualidade, o que poderia colocar em risco os profissionais e pacientes.