Greve dos frentistas de postos começa nesta semana. Primeiro ato será nesta terça

O primeiro ato de paralisação da greve dos frentistas do Estado de Goiás acontece nessa terça-feira, 22 de dezembro, no posto Z+Z da Avenida Anhanguera, a partir de 10 horas. A categoria reivindica a retomada de direitos perdidos durante a pandemia, como cesta básica, auxilio odontológico e pagamento da data-base.

No dia 09 de dezembro de 2020 foi deflagrado greve dos frentistas, através do SINPOSPETRO-GO, o Sindicato que representa a classe. A categoria dos frentistas, representadas pelo Sindicato, tentou por seis vezes um acordo entre donos de postos e trabalhadores. As reinvindicações chegaram a ser apresentadas no Ministério Público do Trabalho.

O presidente do Sinpospetro, Hélio Araújo, diz que a greve é a única forma de retomar os direitos retirados pelos donos de postos. Ele pondera que não é a maioria das instituições que retiraram os benefícios. “Os donos de alguns postos estão relutantes em devolver direitos aos trabalhadores que foram retirados de forma cruel em meio a uma pandemia. Nossa classe é linha de frente e não paramos em nenhum momento, perdemos diversos colegas para esse vírus”, disse o presidente do sindicato, Hélio Araújo.

A classe busca ter de volta auxílio cesta básica e plano odontológico que foram retirados sem comunicado prévio. Além dos benefícios retirados a classe reivindica revisão da data base.

“Não há revisão da data base há anos e além disso retiram os nossos direitos de forma abrupta em um período de crise mundial”, disse um frentista que apoia o movimento. O Sinpospetro preparou faixas, adesivos e banners para as redes sociais. O objetivo é que a sociedade goiana apoie o movimento dos trabalhadores de postos de combustíveis.

Ato: Início da greve dos frentistas
Local: Posto Z+Z Medalha Milagrosa da Avenida Anhanguera esquina com República do Líbano – Q1 A LOTE 13E, Av. Anhanguera, 6076 – St. Aeroporto, Goiânia – GO, 74075-010