Goiás cria 6,4 mil postos de trabalho em novembro e lidera geração de empregos no Centro-Oeste

Goiás abriu 6.413 novas vagas de trabalho formal em novembro, segundo dados divulgados na quarta-feira (23) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. O saldo coloca o Estado como líder de geração de empregos no Centro-Oeste, tanto em novembro quanto no acumulado de 2020. O resultado de 6.413 empregos em novembro considera as 48.685 admissões contra 42.272 desligamentos.

No Brasil, esse índice total em novembro também é positivo: de 414.556 novas vagas de trabalho. Em 2019, nesse mesmo período, o saldo era de 99.232.

Nos 11 primeiros meses deste ano, o estado tem saldo de 28.200 vagas abertas, ficando à frente de Mato Grosso, com 26.311, Mato Grosso do Sul, com 16.511, e Distrito Federal, que fechou 10.222 postos de trabalho de janeiro a novembro.

Os dados divulgados nesta quarta-feira confirmam o sexto mês consecutivo de recuperação, após três quedas seguidas no início da pandemia, em março, abril e maio. Nestes três meses, 30.211 vagas foram fechadas.

Ainda conforme aponta o Caged, a indústria de Goiás segue puxando a recuperação da economia e gerando emprego. Os dados mostram no painel por setores da economia que o setor industrial produziu um saldo de 11.258 postos de trabalho entre janeiro e novembro.