Folha de S. Paulo: Dilma vai terminar mandato sem concluir 2 ferrovias estratégicas no CO

Folha de S. Paulo revela que a presidente Dilma vai terminar seu mandato sem conseguir concluir duas ferrovias estratégicas, que deveriam estar parcialmente prontas ainda no governo Lula. Trechos da Fiol (Ferrovia Oeste-Leste), na Bahia, e da Norte-Sul estão sendo feitos pela Valec, a estatal responsável por ferrovias.

A Norte-Sul permitirá escoar com menos custos a safra agrícola da região Centro-Oeste em direção a portos no Norte e no Sudeste. A Fiol, por sua vez, vai dar condições para o início da exploração de uma das maiores minas de minério de ferro do mundo. As duas obras que estão atrasadas foram contratadas na década passada, com projetos classificados pelos órgãos de controle como de má qualidade, que resultaram nos atrasos e aumentos nos custos das obras.

Reportagem informa que problemas que paralisaram as obras da primeira linha repetiram-se. Vários trechos da obra foram paralisados pelo TCU porque foram licitados com projetos sem qualidade. Quando a proposta definitiva ficou pronta, foram necessários aditivos que encareceram e descaracterizaram o que foi licitado, gerando novas paralisações.

A Norte-Sul tem dois trechos atualmente em obras. O primeiro –entre Palmas (TO) e Anápolis (GO)– chegou a ser inaugurado, em 2010, pelo então presidente Lula. Naquele ano eleitoral, o governo informou que 98% das obras estavam prontas. Mas o volume concluído era menor e o tráfego de trens era inviável. Desde então, a Valec vem tentando concluir a obra. A promessa mais recente é entregar a linha até março.