Verba indenizatória dos deputados estaduais tem recursos para comprar jornais, mas mesmo assim Assembleia gasta R$ 35 mil com 75 assinaturas de O Popular

A Assembleia Legislativa acaba de adquirir 75 assinaturas do jornal O Popular, a um custo de R$ 35 mil reais, à vista.

Há muito o que estranhar na operação. Primeiro, o Poder só tem 41 deputados que, a cada dia, “necessitam” ler O Popular por conta dos cofres públicos. Estão passando, portanto 34 assinaturas. Ainda que se justifique que há setores, como a área de comunicação, com obrigatoriedade de leitura do jornal diariamente, o número parece excessivo.

Além disso, a verba indenizatória que os nobres parlamentares goianos recebem todo mês, acima de R$ 24 mil reais por vez, prevê recursos para a aquisição de publicações e periódicos, mencionando expressamente a assinatura de jornais.

O presidente Hélio de Sousa, que prometeu moralizar e recuperar a credibilidade da Assembleia, assinou a autorização para a aquisição das 75 assinaturas de O Popular.

[vejatambem artigos=” 45268,45259,45111,45106… “]