Helio Telho esclarece que não recebeu nenhuma prova de grampo telefônico

A revista Carta Capital mentiu ao afirmar que provas de grampos telefônicos realizados em Goiás teriam sido entregues ao procurador Helio Telho, do Ministério Público Federal.

O próprio Telho fez o desmentido.

Acrescentou também que o MPF-GO não deve realizar nenhuma investigação sobre o assunto, por inconsistência de provas – o material levado a ele, Telho, por um jornalista não identificado e pelo diretor da Kanal Vídeo, o publicitário Gercycley Batista, resumido a um pendrive, nada tem de concreto.

As declarações de Héldio Telho estão no Jornal Opção Online,  neste link.