Comurg, um problema eterno: MP recomenda que presidente Edilberto exonere 200 comissionados

O promotor de Justiça, Fernando Krebs, recomendou ao presidente da Companhia de Urbanização Urbana, Edilberto de Castro Dias, que exonere quase 200 recém-contratados, pelo fato de o preenchimento de cargos por comissionados no órgão estar fora dos requisitos legais.

A orientação também é para que o presidente encaminhe ao Ministério Público de Goiás a relação completa dos demais comissionados, com cargo, lotação, vencimento e função desempenhada, devendo ser exonerados os que não atenderem aos requisitos constitucionais.

O promotor tem um inquérito civil público aberto para apurar irregularidades na contratação de comissionados pela Comurg, entre março de 2014 e julho de 2016.