Fora a piadinha sem graça de Daniel Vilela (claro, na coluna Giro, em O Popular), oposição não ousou dar um pio sobre o plano de investimentos de Marconi

Fora a piadinha sem graça do deputado federal peemedebista Daniel Vilela (claro, publicada no seu boletim oficial, a coluna Giro, em O Popular), os oposicionistas goianos quedaram-se em silêncio diante do bilionário plano de investimentos do governador Marconi Perillo, anunciado nesta quinta-feira.

Serão em torno de R$ 9 bilhões em obras, programas e ações empresariais, em todo o Estado, neste e no ano que vem.

O plano é tão impactante que calou a oposição, tradicionalmente incapaz de formular ideias e propostas para Goiás e, consequentemente, também inapta para efetuar uma avaliação sobre qualquer movimentação do governo – a não ser que se trate de denúncias, geralmente sem provas ou fundamento.

O próprio comentário de Daniel Vilela espelha essa incapacidade de ir fundo na análise dos temas de políticas públicas no Estado. Para falar mal do plano, o filho de Maguito Vilela recorreu a afirmações estapafúrdias sobre o Centro Cul5tural Oscar Niemeyer – que, segundo ele, não estaria pronto até hoje, quando o próprio lançamento do programa de investimentos foi efetivado… lá. Sobre o plano, nem uma palavra.